terça-feira, 29 de março de 2011

MDF X MDP

     
     Sei que a maior dúvida na hora de comprar ou fazer um móvel é o que usar na estrutura. Estou colocando aqui algumas características do MDF e do MDP para vocês se informarem.

MDF

   Formado de fibras de madeira resinadas e prensadas sob altas temperaturas, o material é homogêneo e oferece características mecânicas próximas às da madeira. No entanto, por não possuir veios e nós, é um material mais fácil de trabalhar.

- Graças a sua resistência e estabilidade, é possível obter-se excelentes acabamentos. Permite mais criatividade no design do móvel, que pode receber formas arredondadas e permite maior riqueza de contornos.
- Possui certa resistência à água, mas ele não é imune à sua ação. Os móveis que estão sujeitos a serem molhados eventualmente, como é o caso de móveis de cozinha e banheiro, devem ser revestidos adequadamente em todas as faces e bordas dos componentes do móvel. Com esta proteção, executada da forma correta, a água não irá penetrar na peça, e ela ficará intacta por muitos anos.
- Mito que o MDF não pega cupins: Os painéis são prensados em alta temperatura, cerca de 200ºC, o que extermina todos os insetos existentes no processo produtivo, inclusive o cupim. Isto é garantia de que as chapas chegam nas revendas livres de cupins, mas não assegura que não possa acontecer uma contaminação a partir daí. Portanto, se o móvel for instalado em local contaminado por cupins, ele poderá ser atacado. Sabendo disso, é recomendável uma dedetização local para evitar que o móvel seja infestado.
- Utilização de madeiras de reflorestamento
- Custo superior 25% a 50% em relação ao MDP

MDP

   Tem o miolo formado por partículas de madeira (como pó e serragem) resinadas e prensadas sob altas temperaturas, e nas bordas, possui laminas inteiras, que oferecem resistência. Sem essas laminas, torna-se mais vulnerável à umidade.

- Indicado para móvel em linha retas, formas orgânicas, peças que não exijam baixo relevo, entalhes ou cantos arredondados.
- Propriedades mecânicas superiores: melhor resistência à retirada de parafusos, menor absorção de umidade e risco de empenamento.
- Utilização de madeiras de reflorestamento.
- Baixo custo

     E já que cada um tem melhor aplicabilidade em tipos diferentes de móveis, a união dos dois pode dar um resultado bem interessante. Em móveis cuja estrutura principal precisa ser reta, mas pode-se abusar da criatividade no acabamento externo, como armários, por exemplo, a união dos dois é perfeitamente aceitável. Dessa forma a limitação do MDP pode ser compensada com as possibilidades criativas do MDF. E essa junção ainda reduz os custos do produto final.
    Espero que estas informações sejam uteis para vocês. Beijos.

2 comentários:

Anônimo disse...

gostaria de fazer um guarda-roupa estou em duvida mdf ou madeira falam que mdf é muito inferior que dura pouco que tem uma capa que com o tempo vai soltando me ajuda a decidir. obrigado

Anônimo disse...

MDP é melhor...

Postar um comentário